Um Encontro com o Dragão – Por Adriano Siqueira

valente2 

Valente estava comendo raizes e seu cavalo, chamado “Branco”, sempre relinchava irritado com o barulho de como Valente comia a raiz, Parecia um boi mastigando mato! As vezes Branco balançava mais para chamar a atenção do Valente mas ele nem ligava… Branco então avistou um galho bem forte e não pensou duas vezes para acelerar o passo.

– Opa Cavalinho vai com calma! Assim eu engulo a raiz! – Valente sorria com seu amigavel cavalo.

Mas Branco não estava para brincadeira e só escutou o barulho da trombada com o galho com uma batida seca no chão e voltou suas patas para acertar seu dono porem Valente já estava de pé!

– Nossa que desastrado eu fui nem olhei o galho! Ainda bem que meu adorável cavalo não sofreu um arranhão!

Passando a mão no cavalo, e com a raiz na sua boca mastigando como um boi ele acaricia Branco que relincha com raiva por não ter conseguido pisar no Valente.

-Venha cavalinho… Vamos ver que aventura nos aguardam!

Valente depara-se com uma garota alta bem alta na estrada andando sozinha com uma mochila nas costas.

– Olha lá meu fiel cavalo! Parece que encontramos uma pricesinha em apuros mas, vamos tomar cuidado.  Portanto espere aqui ta bom? – Se eu precisar de ajuda eu assovio e você vem como aqueles cavalos de principes tá?

Branco fica ali mesmo arquitetando outra maneira de pisar no Valente enquanto ele chega perto da provável princesa.

– Oi adorada diga seu nome e minha espada matará dragões em sua homenagem!

– Meu nome é Camila… E gosto de dragões!

– Não pode estar falando sério! Dragões são maus e feios e tem um bafo horrivel!

De repente eles sentem o chão tremer…

– Proteja-se por trás de mim adorada Camila! Eu… Valente… Vou combater essa vil criatura!

– Mas ele não fez nada só está andando!

– Oh minha cara! Como você é ingênua! Esses bichos feios não pensam duas vezes para queimar a gente! Na minha terra passos de dragões já é sinal de guerra!

– Você é patético!

– Não sou não… Eu sou Valente tá! Vou acabar com esse dragão antes que destrua a floresta e transforme a gente em churrasco!

Branco que estava ali perto relichava de alegria por ver mais uma mulher odiar o Valente e rezava para o Dragão acabar com o cavaleiro.

– Venha criatura malígna! Enfrente-me!

O dragão olha para o cavaleiro com a espada em punho e pergunta… – Quem é você insetinho arrogante?

– Meu nome é Valente!

– Um grande caçador de problemas pelo que vi até agora. .. – Dizia Camila sentada e olhando a conversa dos dois. E lá no fundo Branco relinchava e pulava de tanto rir. – Parece que seu cavalo gosta de você nobre Valente!

E gosta mesmo… Ele é meu fiel seguidor!

O dragão olha para Valente e diz:

– Meu nome é Wyrm sou dono desta floresta! e você parece uma ameaça já que come raizes…

– Olha aqui -Valente segura forte a espada – Eu nasci para matar monstros como você e até sou puritano para ser imune a tentações!

Camila sentada ria desesperadamente no chão. -Quer dizer Valente que você é virgem? hahahaha!

O Dragão vendo aquela cena hilariante e com o cavalo no fundo relinchando e pulando… Ele olha para Valente e diz:

-Hora do churrasco! – Cuspindo fogo… Valente coloca a espada a sua frente conseguindo desviar as chamas e acertando no rabo do seu cavalo, que sai em disparada para encontrar um rio.

Novamente Wym dispara suas labaredas! Camila corre para o meio da floresta enquanto Valente fica bravamente correndo como um desasperado procurando um abrigo.

-Pare maldito dragão!! Irei cortar sua cabeça com minha espada!

– Pois venha! – Dizia Wyrm. -Quero ver você bem perto de mim para terminar logo essa brincadeira!

– Camila encontra Branco perto do rio …

– Temos que salvá-lo Branco… Aquele dragão vai acabar com ele! – Sem saida Branco acompanha Camila.

– A luta estava sangrenta… A Espada de Valente estava em brasa… Em breve, Valente seria queimado…

– Camila aparece com baldes de água carregados pelo Branco e joga todos no Dragão.

– Wyrm vendo seus companheiros ajudarem o Valente para de atacá-lo!

– Tirem essa menino da minha frente e não voltem mais aqui!

O Dragão então volta para o meio da floresta.

– Obrigado adorável princesa Camila! Sem sua ajuda jamais conseguiria derrotar aquele dragão horrivel!

– Eu não vi você derrotar ele não!

Relinchando Branco não perde um fora do Valente.

– É mais eu assustei ele com minha bravura… Você sabe que eu sou o cara certo pra protegê-la e farei isso para sempre…

Um balde cheio de água havia sobrado e foi suficiente para Branco jogar no Valente.

– Obrigado fiel cavalinho…  Estava mesmo precisando de um banho!

Valente fecha os olhos para ganhar um beijo da Camila … E fica esperando… Esperando…

o Rabo do Branco bate na cara do Valente e ele abre os olhos cuspindo o pêlo do Branco!!

Ele olha para os lados e não vê mais a sua princesa…

– Valente então monta em seu cavalo e segue em frente para outra aventura.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: